Select Page

Intra-Africa Academic Mobility Scheme

Academic Mobility for African Sustainable Development/AMAS

Critérios de Eligibilidade para a Mobilidade de Estudantes

de Mestrado e de Doutoramento do AMAS

1. Grupo Alvo I- estudantes de Mestrado ou Doutoramento inscritos numa das 5 Universidades Parceiras africanas(PU), – (isto refere-se a estudantes inscritos numa universidade do seu país, que podem participar na mobilidade numa das Universidades Parceiras (universidade de acolhimento, mas não uma universidade do seu país)

OU;

2. Grupo Alvo II- estudantes de Mestrado ou Doutoramento inscritos em qualquer universidade reconhecida, fora das 5 Universidades Parceiras.

3. Mestrando-realiza estudos no mínimo de 6 meses (para a obtenção de crédito) ou 24 meses (para a obtenção de grau) em qualquer uma das 4 Universidades Parceiras, fora do país onde se encontra a universidade em que está inscrito. Os estudantes do Grupo-Alvo II podem fazer a mobilidade em qualquer uma das cinco Universidades Parceiras.

4. Doutorando-realiza estudos que duram um mínimo de 6 meses e um máximo de 48 meses. Candidata-se para qualquer período entre 6 a 48 meses, principalmente para a obtenção de crédito e realização de trabalho de investigação, mas não se pode candidatar para um programade doutoramento a tempo inteiro em nenhuma das 4 Universidades Parceiras, fora do país onde se encontra a universidade em que está inscrito. Os estudantes do Grupo-Alvo II podem fazer a mobilidade em qualquer uma das cinco Universidades Parceiras.

5. Para o Mestrado e Doutoramento, disposição para frequentar um dos cursos dos campos de estudos comuns (CFS) e um dos cursos dos ProgramasEspeciais de Beneficiação(SBP), que estão listados no Doc T1-Tabelade Cursos de Mobilidade,oferecidos pela Universidade Parceira de acolhimento.

 

 Intra-Africa Academic Mobility Scheme

 

Academic Mobility for African Sustainable Development/AMAS

The overall objective of the Intra-Africa Academic Mobility programme is to promote sustainable development and ultimately contribute to poverty reduction by increasing the availability of trained and qualified high-level professional manpower in Africa.