Intra-Africa Academic Mobility Scheme

Academic Mobility for African Sustainable Development/AMAS

Informação importante para os candidatos

Programa de Mobilidade Académica Intra-África                

 

Todos os detalhes do anúncio estão disponíveis no website do AMAS em http://amasproject.org

 

Páginaelectrónica; CONVITE A APLICACOES

 

Oprojecto AMAS (Academic Mobility for African Sustainable Development, Mobilidade Académica para o Desenvolvimento Sustentável Africano), é um projecto integrado no Programa de Mobilidade Académica Intra-África que apoia a cooperação entre países de África. O objetivo global do programa consiste em promover o desenvolvimento sustentável e contribuir, em última instância, para a redução da pobreza, mediante o aumento da disponibilidade de mão-de-obra formada e altamente qualificada em África. O objetivo específico do programa é o de melhorar as qualificações e competências dos estudantes e do pessoal, graças a um reforço da mobilidade intra-africana. O reforço da cooperação entre as instituições de ensino superior em África ampliará o acesso a uma educação de qualidade, o que constitui um incentivo e permitirá aos estudantes africanos iniciar estudos de pós-graduação no continente africano. Além disso, a mobilidade de pessoal (docente e administrativo) reforçará a capacidade para a realização da cooperação internacional entre as instituições de ensino superior em África e apoiará a criação de capacidades.Mais precisamente, o Programa de Mobilidade Académica Intra-Áfricavisa:

  • contribuir para a melhoria da qualidade do ensino superior através da promoção da internacionalização e harmonização dos programas e curricula nas instituições participantes;
  • permitir que os estudantes, pessoal docente e administrativo beneficiem linguística, cultural e profissionalmente da experiência obtida no contexto da mobilidade para outro país africano.

O Programa de Mobilidade Académica Intra-Áfricaé estabelecido no âmbito do Programa Pan-Africano e baseia-se na experiência do Programa da Mobilidade Académica Intra-ACP. A Agência Executiva para a Educação, Audiovisual e Cultura (EACEA),uma agênciada Comissão Europeia, é responsável pela gestão do programa, em colaboração com a Comissão da União Africana (African Union Commission, AUC), sob a supervisão da Direção-Geral da Cooperação Internacional e do Desenvolvimento da Comissão Europeia. Mais detalhes do programa estão disponíveis nohttps://eacea.ec.europa.eu/intra-africa_en

 

A parceria do Projecto AMAS

 

Devido aos avanços actuais na comunicação, globalização e a velocidade da criação de conhecimento, a mobilidade académica, através de projectos como “Academic Mobility for African Sustainable Development (Mobilidade Académica para o Desenvolvimento Sustentável Africano (AMAS)”, é instrumental na criação de palcos para um desenvolvimento contextual em África, baseado em evidências, com uma efectiva troca de conhecimento entre cinco universidades em quatro regiões distintas do continente. As Universidades Parceiras (Partner Universities, PUs) no projecto AMAS são:

 

 

  • Moi University (MU), Quénia;
  • Université Mohammed V de Rabat (UM5R), Marrocos;
  • Addis Ababa University (AAU), Etiópia;
  • Université d’Abomey-Calavi (UAC), Benin;
  • Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Moçambique;
  • Universitätde Bayreuth (UBT), Alemanha.

 

A Moi University (MU) é a Universidade Coordenadora do Projectoea Universitätde Bayreuth (UBT), Germany, é aUniversidade Parceira Técnica do Projecto. Os fluxos de mobilidade no projecto AMAS devem ocorrer entre as (5) universidades parceiras (incluindo Moi University (MU), que é a Universidade Coordenadora do Projecto, mas NÃO com aparceiratécnica (Universität Bayreuth (UBT), Alemanha), uma vez que o projecto foi concebido para promover a mobilidade académica dentro de África. O projecto tem em vista facilitar a mobilidade e intercâmbio académicos de mestrandos e doutorandos na cinco Universidades Africanas para estudarem em programas académicos seleccionados dentro da disciplina ampla de Ciências Sociais e Governação. Adicionalmente, o Projecto AMAS tem uma componente de mobilidade de pessoal, descrita com detalhe nos critérios de selecção de pessoal. Os detalhes do Projecto AMAS estão disponíveis emhttp://amasproject.org

 

Mobilidade para a mestrado e doutoramento

 

O campo temático de estudo do AMAS é Ciências Sociais e Governação.Os fluxos de mobilidade apenas podem ser implementados em programas de mestrado e de doutoramento acreditados de alta qualidade oferecidos pelas universidades parceiras no campo temático de estudo, ou seja, Ciências Sociais e Governação. A data de início do segundo grupo do fluxo de mobilidade do AMAS deveria ser idealmente entre Setembro de 2019 e Março de 2020, para acomodar os diferentes calendários semestrais das 5 universidades parceiras.

 

A mobilidade do AMAS englobará a organização e implementação da mobilidade de estudantes e de pessoal em programas de mestrado e de doutoramento de alta qualidade, assim como a provisão de formação e outros serviços a estudantes estrangeiros, assim como o ensino, investigação e outros serviços ao pessoal oriundo de países cobertos pelo projecto.  Os programas de mobilidade do mestrado e doutoramento estão listados no documento “Doc T1-Tabela de Cursos de Mobilidade” que se encontra na página electrónica do AMAS em http://amasproject.org

 

Eligibilidade e Critério de Selecção de Estudantes Beneficiários de Mestrado e Doutoramento

 

Detalhes do anúncio das candidaturas às mobilidades do mestrado e do doutoramento, incluindo os critérios de selecção, estão disponíveis no website do AMAS emhttp://amasproject.org, napáginaelectrónica; Páginaelectrónica; CONVITE A APLICACOES

 

Especificamente, os documentos importantes para os candidatos estão localizados no anúncio da candidatura no website do AMAS em http://amasproject.org na página napáginaelectrónica; Páginaelectrónica; CONVITE A APLICACOES

Estes documentos são:

  1. Doc IA1- Informação para os candidatos (este documento particular);
  2. Doc T1-Tabela de Cursos de Mobilidade;
  3. Doc EC1- Critérios de Eligibilidade;
  4. Doc ADP1-Detalhes e Procedimentos de Candidatura;
  5. Doc AF1-Formulário de Candidatura
  6. Doc P1-Cartaz sobre a Mobilidade

 

Os detalhes sobre as candidaturas para a mobilidade estão prontamente disponíveis em cartazes públicos e gabinetes dos Pontos Focais nas universidades parceiras (como se mostra no cartaz do anúncio) e gabinetes de sectores de pós-graduação. Também se poderá contactar por email o Prof. Omar Egesah através do email [email protected];

 

A informação que se segue, relacionada com a eligibilidade e selecção, é importante para o candidato:

 

Com vista a serem elegíveis para uma bolsa de estudo, os mestrandos e os doutorandos, referidos como «estudantes», devem observar os critérios a seguir indicados no momento da candidatura a uma bolsa de estudo:

 

Grupo-Alvo I-

  1. Ser um nacional e residenteno respectivopaís da universidade parceira.
  2. No momento da candidatura a uma bolsa de estudo, estar inscrito/admitidonuma ou ter obtido um diploma de uma instituição de ensino superior (ou equivalente), (pelo menos, um diploma de licenciatura para os candidatos a mestrado ou de mestre para os candidatos ao doutoramento), de uma das instituições de ensino superior incluídas na parceria como universidade parceira.

 

Estes estudantes são considerados do Grupo-Alvo I (ver as 5 universidades parceiras acima indicadas e na página electrónica do AMAS- http://amasproject.org)

 

ou

 

Grupo-Alvo II-

Candidatos de uma instituição de ensino superior não incluída na parceria como universidade parceira, mas estabelecida num país elegível. Refere-se a estes candidatos como Grupo-Alvo II (Para identificar os países elegíveis para o Group-Alvo II, ver a página electrónica – https://eacea.ec.europa.eu/intra-africa_en)

 

Participantes do Grupo-Alvo I sãoestudantes de mestrado ou de doutoramento inscritos numa ou que tenham obtido um diploma de uma das instituições de ensino superior que seja um parceiro do projeto (incluindo a instituição proponente/coordenadora).Participantes do Grupo-Alvo II são estudantes inscritos numa ou que tenham obtido um diploma (ou equivalente) de uma instituição de ensino superior não incluída na parceria como parceira, mas estabelecida num país elegível (ver- https://eacea.ec.europa.eu/intra-africa_en).

 

 

Duração das mobilidades

Para as mobilidades do mestrado, um mínimo de 6 meses e um máximo de 24 meses. Tais estudantes poderão candidatar-se para um período curto para a obtenção de créditos ou candidatar-se para a duração máxima para a obtenção de diploma. Para as mobilidades de doutoramento, um mínimo de 6 meses e um máximo de 48 meses.Tais estudantes poderão candidatar-se para qualquer período entre 6 a 48 meses, principalmente para a obtenção de créditos e engajar-se em trabalhos de investigação, mas não poderão candidatar-se para um programa de doutoramento a tempo inteiro. O Grupo-Alvo I tem de representar, pelo menos, 40% dos fluxos individuais de mobilidade cobertos pelo projecto.

 

Mobilidade que visa a obtenção de créditos ou de diploma

 

A mobilidade dos estudantes pode ser de curto prazo (mobilidade que visa a obtenção de créditos – conducente ao reconhecimento académico pela instituição de origem do período de estudo passado no estrangeiro) ou para um curso completo de um programa académico (mobilidade que visa a obtenção de umdiploma – conducente à atribuição de um diploma após a conclusão com aproveitamento dos estudos).

 

Mobilidade com vista à obtenção de créditos – mobilidade de curto prazo conducente ao reconhecimento por parte da universidade de origem do período de estudo realizado na universidade de acolhimento: ou seja, as componentes pedagógicas adquiridas no estrangeiro são reconhecidas aquando do regresso como parte integrante do programa do curso académico na instituição de origem (os créditos atribuídos pela instituição de acolhimento são reconhecidos e transcritos pela instituição de origem ou a instituição de origem reconhece os resultados de aprendizagem alcançados pelo estudantes como compatíveis para a atribuição do grau académico na instituição de origem)

 

Mobilidade com vista à obtenção de um grau académico – mobilidade para um curso completo de um programa académico, conducente à atribuição de um grau académico pela universidade de acolhimento, após a conclusão com aproveitamento do período de estudo.

 

Equilíbrio de género

A selecção de candidatos vai assegurar o equilíbrio de género, tanto para os estudantes como para o pessoal (seleccionados e suplentes). As candidatascom sucesso terão benefícios adicionais na bolsa.

 

Apoio

 

O apoio para a implementação da mobilidade individual de estudantes e pessoal contribuirá para cobrir as ajudas de custo, os encargos com seguro, as despesas de deslocação e com vistos e, se for caso disso, as despesas de participação e investigação para os estudantes em mobilidade.

 

O quadro infra sintetiza os custos unitários por tipo de mobilidade, com a excepção dos valores adicionais das bolsas de participantes do sexo feminino e os custos de viagens e visas:

Tipo de mobilidade Ajudas de custo (por mês) Custos de participação (por ano académico) Custos de investigação (por ano académico) Custos de seguro (por mês) Duração

 

Valor Máximo do Subsídio

 

Mestrado 600 €

 

3.500 €

 

600 €

 

75 €

 

Max 24 meses 25.000 €

 

Doutoramento

 

900 €

 

4.000 €

 

2.000 €

 

75 € Max 48 meses 71.700 €

 

Pessoal

 

1.200 €

 

—– —– 75 € Max 6 meses 7.650 €

 

Custos de investigação e custos de participação: elegíveis apenas para mobilidade de (10) meses ou mais. Os custos unitários são por estudante e por ano académico(ver Glossário).

A duração mínimada mobilidade é de (6) meses para mestrandos e doutorandos (i.e. um semestre académico) e um mês para o pessoal.

O valor máximo do subsídiona tabela incluium subsídio mensal extra como subsídio de instalação correspondente a EUR 600 para mestrandos e de EUR 900 para doutorandos. Contudo, não inclui subsídios adicionais para bolseiras nem custos de viagens e de visas.

 

Para mais detalhes e clarificação, por favor leia a secção 11.2.1. Calculation of the grant do documento Call For Proposals Guideline – EACEA/07/2016,, disponível no website do AMAS, na página electrónicahttp://amasproject.org/wp-content/uploads/sites/47/2018/02/Core-Docs-call_guidelines_eacea_07_2016-1.pdf

 

 

 

 

Ligações para páginas electrónicas importantes:

Correspondência

Os seguintes contactos do Pontos focais do Projecto Amas estão em uso e também disponíveis no no website do AMAS em http://amasproject.org

 

Pessoas de Contacto

Contact Person Contacts
Prof. Dr. Anne Nangulu

AMAS Project Coordinator & Focal Person (FP) Moi University- MU), Kenya

Moi University, Department of History, P.O. Box 3900-30100, Eldoret Kenya

Tel: +254(0)733870502, +254(0)5343093

Department of History, Schools of Arts and Social Sciences, Moi University: P.O. Box 3900 – 30100, Eldoret, Kenya. email- [email protected]

Prof. Dr. Omar Egesah

AMAS Project Contact Person &

Moi University- MU, Kenya

Moi University, Department of Anthropology, P.O. Box 3900-30100, Eldoret Kenya

Tel: +254(0)714416408, +254(0)5343093

Department of Anthropology, Schools of Arts and Social Sciences, Moi University: P.O. Box 3900 – 30100, Eldoret, Kenya. email- [email protected]

Dr. Tadesse Fethai

AMAS FP Addis Ababa University, Ethiopia

Research Projects Coordination Office, P. O. Box 1176, Addis Ababa Ethiopia

Tel: 00251 (0)XXXXX

email- [email protected]

Prof. Dr. Yamina El Kirat El Allame

AMAS FP Mohammed V University in Rabat. Morocco- UM5), Morocco

Vice –Dean for Research and Cooperation & Coordinator of Research Laboratory “Culture, Language, Education, Migration & Society”, Avenue des Nations Unies, Agdal, Rabat Maroc B.P:8007.N.U, Rabat. Morocco

Tel: 00212 (0) 537 623 074, 00212 (0) 661 824 647

email- [email protected]

Prof. Dr. Dodji Amouzouvi

(AMAS FP University of Abomey-Calavi- UAC), Benin

Directeurs des Etablissements Privés d’Enseignement Supérieur, Directeur scientifique du Laboratoire d’Analyse et de Recherche Religions, Espaces et Développement (LARRED), Boite postale: BP 1634 Abomey Calavi, Benin

Tel: +229(0)66674860

email- [email protected]

 

 

Prof. Esmeralda Mariano

(AMAS FP University Eduardo Mondlane)  

Department of Archaeology and Anthropology, Associate Dean for Post Graduation, Faculty of Arts and Social Sciences

Eduardo Mondlane University (UEM). P.B. 257, Maputo-Mozambique

Tel: +258 82 412 2620

email- [email protected]

Prof. Dr. Dymitr Ibriszimow

(AMAS FP Technical Partner University of Bayreuth- UBT), Germany

BIGSAS, Geschwister-Scholl-Platz 3 95445, Bayreuth

Tel: 0049/(0)921/553581, 0049/(0)151/70172566

email- [email protected]

 

 Intra-Africa Academic Mobility Scheme

 

Academic Mobility for African Sustainable Development/AMAS

The overall objective of the Intra-Africa Academic Mobility programme is to promote sustainable development and ultimately contribute to poverty reduction by increasing the availability of trained and qualified high-level professional manpower in Africa.